Arquivo da tag: Sharing

Who Gives a Crap – É preciso sentar na privada pelo que você acredita!!

Melhor forma de lançar um projeto de crowdfunding : não levantar da privada até o valor necessário ser alcançado. Esta é a proposta do Who Gives a Crap.

Simon Griffiths, o cara sentado na privada, criou um papel-higiênico com material mais ecológico e mais macio do que os papéis-higiênicos convencionais. Porém, o mais bacana de tudo é que 50% do dinheiro arrecadado com as vendas do Who Gives a Crap vai para a construção de banheiros em países que não possuem estrutura em saneamento básico.

Achei o combo todo bem  incrível: o produto,  o modelo de negócio “buy-one-give-one” e a forma de conseguir colaboradores para o projeto.

Sarau do Binho

Poetas, cantores, músicos, atores e outros artistas populares se revezam de forma livre, com o propósito de mostrar sua arte para quem estiver interessado em ver e ouvir. Este é o Sarau do Binho.

Alguns meses atrás, o bar que abrigava toda essa galera foi fechado pela prefeitura.

( o bar da frente do meu prédio que toca sertanejo e está torturando meus ouvidos  e  meu sono eles não fecham, né? )

Porém, mesmo sem casa eles continuam com alguns encontros itinerantes  e realizando seus outros movimentos que também são bem fodas.

 

Enfim, para que isso tudo continue acontecendo e eles consigam se reconstruir, o Sarau do Binho  criou  um projeto no Catarse . 

Vale visita para conhecer e colaborar com a proposta dos caras !!!!!

Agradeça a todos objetos cortantes. Eles agora ajudam a salvar vidas.

Eu já achava a  Help Remedies  foda. Seus produtos trouxeram a simplicidade para os probleminhas diários como dor de cabeça, bolhas, entre outros. As embalagens são fofas e o site é completamente oposto do que você esperaria de uma empresa farmacêutica (vale entrar e ver as outras opções de ajudinha que eles podem dar para vocês) .

Agora tenho mais um motivo para pagar pau pros caras. Eles tiveram uma ideia genial para encontrar e registrar doadores de medula através do seu produto  “help. I´ve cut myself”

Dá uma checada no vídeo de divulgação. Certeza que vocês tbm vão pagar pau !!

Já imaginou realizar o sonho da sua vida através de uma rede social?

Esta é a proposta do Dreabe, uma rede social onde os usuários se reúnem para realizar os sonhos uns dos outros.

Você se cadastra, informa seus 3 maiores sonhos e pode ajudar a realizar os sonhos dos outros de 3 maneiras: totalmente, parcialmente, ou indicando alguém.

Olha, não que eu não tenha achado a ideia interessante, mas na minha visão já existe , faz muito tempo, uma rede social com este objetivo. Se chama família e amigos….

Se você tivesse a chance de falar com 1 milhão de pessoas, o que diria?

Essa é a proposta do The Listserve .

Funciona assim: você cadastra seu email e pode ser sorteado para mandar uma mensagem sobre qualquer coisa para todos que estão inscritos nessa lista.

Eu me inscrevi na lista pq fiquei mega curiosa para saber como funciona. Já somos mais de 10.000 membros.

Sobre o que eu falaria? Não tenho a mínima ideia , rs. 

Achei a ideia bem bacana mesmo. Só estou torcendo muito para não virar uma troca de mensagens bizarras e escrotinhas ou isso ser mais uma tentativa  de aumentar o número de spam.

 Vamos ver como rola…

 

 

Pague seu chocolate com uma boa ação :)

Na pop up store da marca de chocolates dinamarquesa Anthon Berg ninguém precisou de dinheiro ou cartão de crédito. O pagamento na “The Generous Store”  era a promessa de uma boa ação. 

Cada produto tinha uma atividade como preço: levar café na cama para o namorado, ajudar o amigo a arrumar a casa, não fofocar, ser legal com a sua mãe, entre outros. 

Para não ficar só no discurso, todo mundo que “comprou” algum chocolate teve que utlizar os iPads dispostos dentro da loja e registrar sua promessa para um amigo no facebook. 

Simplesmente genial.

O projeto é da agência  Robert/Boisen & Like-minded

Candyscovery: doces artesanais do mundo todo entregues na sua casa.

Durante uma viagem pelo mundo 2 franceses tiveram a oportunidade de experimentar diversas guloseimas vendidas nas pequenas lojas de doces por onde passaram. 

Quando visitavam uma destas lojinhas em Hong Kong eles tiveram uma ideia: fazer com que todo mundo pudesse também se deliciar com esses achados. Eles criaram então o Candyscovery, um serviço de degustação de doces artesanais pela internet. 

Quem se inscrever no site vai receber mensalmente um pacotinho com as delícias. O serviço custa 25 doletas por mês e começa a funcionar no dia 20 de março.

Considerei muito a ideia de assinar 1 mês e ver realmente como funciona. Achei a ideia genial !!!  

Se você tb curtiu vale checar o  facebook e Pinterest dos caras.